fbpx

Caixinha de Perguntas - Instagram

Caixinha de Perguntas – Instagram

Q&A- Economia

O IDEG quer responder as suas dúvidas, cacdista!

Estudar para um concurso público é um processo solitário que é permeado de inseguranças, diariamente, recebemos diversas dúvidas sobre o processo de estudo ou sobre matérias específicas e essas dúvidas são combustível e indicativo importante do seu desenvolvimento no aprendizado de cada uma das matérias cobradas no edital. Por isso, o “IDEG responde” visa suprir essa demanda. Semanalmente, uma caixinha será aberta na nossa conta do instagram para que os/as cacdistas possam tirar suas dúvidas sobre o processo de estudos e sobre a matéria da semana, as respostas para essas caixinhas também estarão aqui no nosso blog, todas em um só lugar!

 

A primeira edição do “IDEG responde” foi com o professor Marcello Bolzan, e colacionamos as respostas abaixo, separadas em “economia” e “preparação para o concurso”.

 

“Preparação para o concurso”

Por onde começar?

R: Primeiro, saiba que as informações importantes e valiosas não saem das bocas de pessoas. Estão na leitura dos editais e documentos oficias do concurso. Leia-os sempre. Segundo, organize sua rotina e saiba quanto tempo semanal você poderá dedicar ao projeto CACD. Terceiro, busque orientação com pessoas experientes e/ou especializadas que podem lhe ajudar a pensar seu projeto. O IDEG oferece esse trabalho com a pedagoga Raquel Medeiros.

 

É possível entender o básico de economia sozinho?

R: Sem dúvida. Trata-se de uma disciplina como qualquer outra. Comece por macroeconomia, você verá mais aplicações práticas para a matéria e isso ajudará. Leia o capítulo 1 do livro “A Nova Contabilidade Social” de Leda Paulani.

 

Por que ainda tão poucas mulheres são aprovadas no CACD?

R: Poderia falar aqui desde as raízes do Itamaraty até dinâmicas sociais (jornadas dobradas, família, filhos, etc) que produzem esse problema tão sensível. Porém, se o fizesse, não seria justo com quem realmente tem propriedade para falar: vocês mulheres. O IDEG se preocupa com a questão. Inclusive, em 2020, tornou-se norma na escola a equalização dos quadros. Todas as contratações foram femininas, a partir de então.

 

Qual duração sugerida para alternar ciclo de matérias?

R: Esse é um dos métodos possíveis para o estudo ao CACD. Funciona para algumas pessoas. Por experiência, comprovada pelo acompanhamento rigoroso dos aprovados (as) que foram alunos do IDEG nos últimos CACDs, vemos que tal metodologia possui abrangência pequena. Poucas pessoas mantém a constância utilizando esse método. É preciso ver se tais ciclos lhe ajudam. No IDEG, incentivamos a sobreposição de ciclos de prospecção e revisão. O estudo se torna cumulativo. O resultado é a construção de cadernos que são reestudados, ampliados e direcionados a partir de materiais de revisão e questões da banca.

 

Estudar questões do TPS desde que ano?

R: As questões a partir de 2015 lhe trarão densidades e abrangências semelhantes às que você encontrará nas provas futuras do CACD. Porém, o máximo de questões antigas deverá ser feito para estudo. Logo, tenhas as questões de 2015 para frente como guia e use as questões antigas como componentes de listas de exercícios para estudo cotidiano.

 

O que devo analisar antes de comprar um cursinho?

R: Primeiro, apenas compre cursos em locais que lhe ofereçam uma aula gratuita REAL para você ver a qualidade. Não valem aulas promocionais. Tem que ser aula regular. Segundo, veja se o discurso corresponde realmente às demandas atuais da prova e se os resultados oferecidos podem ser comprovados na prática. Não acredite no “achismo pedagógico” ou no discurso vago de “autoridade do cargo de diplomata”.  Terceiro, olhe a história da escola e a procedência da coordenação e do corpo docente. Se essa história não tiver relação estreita com o CACD, procure outros lugares que tenham tradição na preparação.

 

Qual a melhor estrutura de um bom caderno?

R: A qualidade de seu estudo pode ser vista pela densidade de seu material escrito. O caderno deve conter os materiais resultantes das atividades de reelaboração do conteúdo visto em aula (se você utiliza aulas em seu estudo), de reelaboração do conteúdo das leituras feitas e de criação de dinâmicas de revisão. No IDEG, o objetivo pedagógico central que o aluno (a) deve ter no pós-aula é a consolidação de tal caderno. É isso que buscamos: excelência no ensino focado no CACD e entrega dos melhores e mais seguros cadernos para a base de preparação.

 

Quando devo começar as revisões?

R: As revisões devem ser vistas sob dois aspectos. Primeiro, o ato de construir o material de revisão. Essa atividade deve ser dada após as construções da reelaboração do conteúdo da aula e da reelaboração do conteúdo de leituras. Ou seja, é cotidiana. Segundo, a recorrência das revisões. Antes de abrir uma nova aula, faça a revisão de conteúdos passados utilizando os materiais que foram feitos. Estabeleça ciclos de revisões mais amplos para aprofundar temas e completar “vácuos” no material.

Não pare de fazê-las. Revisões são constantes. Todos os dias haverá algo a ser revisado em seu planejamento. De tempos em tempos, as revisões serão aprofundadas. Quando a portaria de autorização do CACD for lançada, é a hora de iniciar um aprofundamento nas revisões.

 

Melhor estudar a partir de questões?

R: Não funciona bem para o CACD. Não estamos lidando com uma prova como aquelas que vemos no mundo “aberto” dos concursos. A prova do CACD demanda profundo domínio do conteúdo e capacidade de compreensão transversal entre as matérias. Os exercícios são fundamentais em seu estudo. Porém, é preciso ter um mínimo de repertório para aproveitá-los ainda mais.

 

 

“Economia”

 

3 principais temas de Eco?

R: Pergunta complexa. Corro o risco de lhe fazer achar que os 3 principais temas são aqueles de maior recorrência nas provas. Porém, isso não é verdade. As provas de economia mudam muito de um ano para outro e a banca prefere “navegar” transversalmente pelo edital. Portanto, os 3 principais temas são aqueles que servirão como “ganchos” para outros pontos do edital. São eles Teoria Monetária (Macro), Teoria da Demanda (Micro) e período 1945 – 1985 (HEB)

 

Melhor começar por macro ou pro micro?

R: Academicamente, o correto é começar seus estudos por micro. Porém, como estamos buscando objetividade para a prova do CACD (e a macro tende a ser mais cativante na maioria das vezes… 😊), comece seus estudos pela macroeconomia. Especificamente, pelos tópicos “Os conceitos de renda e produto.” e “Teorias clássica e keynesiana de determinação da renda.”

 

 

Gostou? Então, fica de olho, cacdista, vem muito mais por aí!