Prova CACD: 11 dicas para uma preparação eficaz

Prova CACD: 11 dicas para uma preparação eficaz

Prova CACD: 11 dicas para uma preparação eficaz

Para muitas pessoas, ser bem-sucedido na prova CACD pode parecer uma missão impossível. A caminhada rumo à aprovação no Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata – CACD pode ser longa, árdua e cheia de etapas desafiadoras.

Portanto, iniciar essa jornada do jeito certo é decisivo para obter sucesso – especialmente para os cacdistas que estão começando agora.

É dessa forma que você garante uma preparação efetiva, evitando uma série de frustrações, desperdício de tempo e de dinheiro durante essa trajetória.

Ao longo de todos estes anos em que o IDEG ofereceu suporte e ajudou na preparação para a prova CACD, sua equipe observou alguns pontos cruciais que tod@ futur@ diplomata deve se atentar para garantir um excelente início de preparação.

Na palestra “Como iniciar sua preparação para o CACD?”, o professor Marcello Bolzan apresentou os 11 principais deles. Confira a seguir:

 

1) Dê atenção para o trio: disciplina, forma e escolhas

Fazer uma preparação eficaz para a prova CACD não significa abrir mão da sua vida, da sua família ou do seu trabalho.

Sem vida social, bons hábitos alimentares e uma rotina de exercícios, o cansaço físico e mental pode se instalar. Dessa forma, você pode facilmente perder o foco nos estudos.

É importante manter uma rotina equilibrada entre todas as áreas de sua vida e sua rotina de estudos para o CACD. Ou seja, sempre cotizando sua dedicação de acordo com a etapa em que sua preparação se encontra.

Por isso, lembre-se: faça boas escolhas de acordo com as suas condições.

2) Faça as contas e invista sabiamente em sua preparação

Neste início de preparação, você vai encontrar muitas opções de cursos para a prova CACD. Nossa dica é: prestar muita atenção no valor da hora-aula dos cursos antes de fazer a compra.

O valor inicial do investimento na preparação costuma ser elevado. Some isso ao fato de que a média de tempo de preparação até a aprovação é de quatro anos. Então, é fundamental controlar os custos ao longo deste período para garantir que a sua jornada vai transcorrer no ritmo certo.

Se você injetar toda a sua verba disponível já no primeiro ano de preparação, pode prejudicar seus resultados. Um grande volume de aulas no início pode gerar um conteúdo difícil de ser acompanhado e aprendido – fazendo com que você tenha que retomar isso nos anos seguintes, gastando mais dinheiro.

3) Evite comprar pacotes fechados de matérias da prova CACD

Adquirir pacotes fechados, especialmente neste início de preparação, pode levar à frustração – afinal, é necessário lembrar que o CACD é um concurso complexo e com diversas etapas.

Como mencionamos no tópico anterior, muitos(as) candidatos(as) não conseguem absorver todo aquele conteúdo – que é bastante complexo e aprofundado – de uma vez logo no princípio.

Isso, infelizmente, acontece ao longo dos anos de preparação. Sendo assim, analise a carga horária dos cursos e o nível de dedicação que você pode disponibilizar. Aliás, não só neste começo da preparação, como também a cada período, antes de tomar uma decisão.

4) Entenda o nível de pressão de uma prova CACD

Entenda que se sair bem no CACD demanda não só preparação técnica, mas também muita maturidade. Neste caso, não é só o seu nível de conhecimento que estará em jogo, mas também a sua competência ao lidar com situações de pressão.

Ter autodisciplina influi em uma série de questões: sua percepção dos estudos; a maneira como você se dedica a cada matéria; como lida com os pontos de dificuldade; e enfrenta suas frustrações nesta jornada. E é também um fator fundamental para sua futura carreira de diplomata.

5) Dê preferência à escolha dos professores – não de um cursinho

Como mencionamos anteriormente, o setor de preparação para a prova CACD é bastante amplo e repleto de diversas opções.

Por isso, você deve pesquisar o mercado antes de comprar seus cursos e conhecer bem o chão em que está pisando. Neste início de preparação, é essencial:

  • Verificar o valor da hora-aula;
  • Determinar sua disponibilidade efetiva de tempo – e se ela combina com a carga do curso;
  • Buscar a opinião dos outros alunos de cada curso;
  • Aproveitar as aulas grátis disponíveis para conhecer melhor cada curso.

7) Exercite a sua resiliência

Compreenda que resiliência é fundamental para a aprovação nesta jornada – além de muita disciplina e autocontrole.

Lembre-se que o CACD é uma “amostra” da carreira de diplomata: a própria dificuldade do concurso testa características-chave dos futuros diplomatas.

Em muitos momentos, a prova tenta de fato desestabilizar o candidato. Se você está começando agora a sua preparação, lembre-se de cuidar também da sua estrutura emocional.

8) Não despreze os cursos preparatórios

Estudar sozinho para o CACD, sem a orientação de professores experientes e com uma proposta pedagógica eficaz, é dar murro em ponta de faca.

A aprovação na prova CACD não é o tipo de jornada que se deva trilhar sozinho – é um trabalho conjunto. Sendo assim, conte com a ajuda dos docentes nessa empreitada.

Além disso, cursos como o IDEG oferecem orientação motivacional e pedagógica, que ajuda a estruturar seus estudos ou manter o foco em seu objetivo.

9) Não busque fórmulas mágicas

Certamente, o tempo de preparação para o CACD não pode ser adiantado, tudo precisa ser feito no tempo certo.

Aprimorar seu conhecimento e sua bagagem acadêmica demanda tempo. Além disso, é preciso lembrar que o tempo necessário para a absorção técnica de conteúdo é diferente do tempo de maturidade do(a) candidato(a).

Entender vitórias e fracassos na prova é fundamental. É através deles que você passa a ter mais discernimento e maturidade para encarar e vencer este desafio. Essa é a forma para desenvolver a famosa “resiliência”. Ou seja, é preciso ter constância de propósito. Um(a) diplomata por vocação não desiste em negociações.

10) Lembre-se de que o resumo é mais importante do que a leitura

A fim de obter bons resultados, você precisa contar com um material para formalizar todos os conhecimentos absorvidos na leitura.

O resumo ajuda na absorção e no processamento de todas as informações aprendidas através da leitura. Ou seja, é uma forma de evitar que este conteúdo se perca em sua memória.

11) Não tenha medo de estudar para o CACD por questões financeiras

Acredite: é possível conciliar seu trabalho com sua rotina de estudos. Também não é necessário investir o valor de um carro popular de uma vez.

Portanto, vá com calma, adquira os cursos aos poucos, fazendo uma ou duas matérias por vez.

Se for necessário, converse com os coordenadores dos cursos escolhidos para ver se há como negociar formas de pagamentos diferenciadas para o seu caso.

 

Dica extra para Prova CACD: introdução e nivelamento eficaz

Se você está começando a sua jornada de preparação para o CACD, organizar os estudos de cada matéria já pode se mostrar um desafio inicial.

Com o propósito de ajudar a garantir o seu sucesso desde o começo, o IDEG preparou um novo curso, de Introdução e Nivelamento ao CACD.

São seis aulas teóricas de introdução para a Prova CACD referente a cada matéria – todas online e ao vivo.

Todas as aulas contam com listas de exercícios, orientação, lista bibliográfica básica e acesso direto ao docente através do grupo de WhatsApp.

Para saber mais sobre o curso, assista a seguir à primeira aula do curso de Economia – é grátis! ↓

 

CLIQUE AQUI E RECEBA INFORMAÇÕES TÉCNICAS PARA MONTAR O PLANEJAMENTO DA SUA PREPARAÇÃO!

 

O IDEG nasceu em 2011 com a missão de oferecer uma preparação para o CACD com uma abordagem mais humanizada e com a melhor eficiência econômica do setor.

A proposta pedagógica do IDEG permite que você se prepare para fases e áreas específicas do CACD, através de aulas online. Isso ajuda a otimizar seu tempo e seus investimentos em sua preparação para a carreira de diplomata.

//www.googleadservices.com/pagead/conversion.js