Aprovados(as) no CACD 2018 | 7 Dicas e reflexões importantes

Aprovados(as) no CACD 2018 | 7 Dicas e reflexões importantes

Entre os dias 07 a 15 de janeiro, o IDEG convidou alguns dos(as) aprovados(as) no CACD 2018 para um ciclo de conversas e palestras. O objetivo foi compartilhar dicas importantes e as experiências desses recém diplomatas.

Foram diferentes trajetórias de preparação, com alguns altos e baixos, e não faltaram dúvidas e dificuldades a serem enfrentadas. Porém, pudemos identificar certos erros comuns que podem ser evitados e algumas estratégias bem-sucedidas.

Além disso, foram dadas várias dicas valiosas de quem já foi candidato(a) e soube fazer os ajustes necessários na preparação para atingir a meta de se tornar diplomata.

Se você assistiu as palestras desses diplomatas, sabe bem do que estamos falando. Se você não pode assistir, reunimos neste post 7 pontos principais que foram abordados em, praticamente, todos os encontros. Confira a seguir.

 

Aprovados CACD 2018 | 7 dicas e reflexões importantes para a sua carreira diplomática

 

1- Organização dos estudos: 

Organizar os estudos para o CACD é, definitivamente, pré-requisito número um se almeja trilhar uma carreira diplomática de sucesso.

A maioria dos aprovados(a) destacou mais de uma vez este tópico. Eles alertaram também sobre estudar todas as matérias de uma só vez.  Não só o concurso, como também a carreira diplomática como um todo exigem muito repertório e, não adianta querer obter tudo de uma vez. Este é um caminho a ser trilhado com cada passo.

Portanto, a dica que eles nos deram foi: Faça um planejamento de estudos, optando em estudar para as matérias que apresenta maior dificuldade. Além disso, de nada adianta focar apenas nos materiais teóricos. A prova requer prática e muita leitura. Ou seja, inclua neste planejamento exercícios de TPS e 3ª fase. Para se aprofundar nas matérias, além dos cursos teóricos, foque nas leituras exigidas pela banca. Certamente, este combo fará você traçar um caminho que o levará a aprovação, claro, se houver dedicação e resiliência da sua parte também.

É preciso reservar tempo para fazer leituras e exercícios desde o início da preparação.

Outro erro comum é negligenciar o estudo das línguas, inclusive de Português. O ideal é fazer aulas focadas na forma como os idiomas são cobrados no concurso, mesmo quando se é fluente em determinada língua.

As vezes, é fundamental contar com um profissional para lhe orientar sobre quais cursos podem ser mais úteis para você, de acordo com a sua fase de estudos. Uma boa orientação pedagógica pode fazer toda a diferença em seus estudos!

 

2- Construir o seu próprio material de estudos:

A melhor forma de internalizar os conteúdos cobrados é construir o seu próprio material ao longo da preparação. Deve-se incrementá-lo constantemente, com novos conteúdos e atualizações. Porém, é preciso construir esse material de forma pragmática, pensando inclusive em como deixá-lo sucinto para os momentos de revisão antes das provas.

 

3- Aperfeiçoar seu próprio método de estudos:

Os cursinhos podem dar um caminho de estudos, mas é o/a próprio(a) candidato(a) quem vai encontrar o método para trilhá-lo.

Portanto, desenvolver foco é fundamental. Ao fazer os exercícios, por exemplo, é preciso saber identificar suas próprias lacunas de conhecimento. Conte com a ajuda de um professor para isso. Leve em consideração todos os comentários realizado por ele e, se ainda tiver dúvida, questione. Essa é a diferença entre estudar com um professor e sozinho: As respostas podem vir mais fáceis e completas para o seu objetivo.

Estratégias que não estão dando os resultados esperados devem ser repensadas. Quanto mais se avança na preparação, mais o candidato deve aperfeiçoar o seu próprio método de estudos.

 

4- Persistência:

Se a pontuação piorar de um CACD para outro, isso não significa que o/a candidato(a) “emburreceu” ou que seu desempenho regrediu. Como vimos nesses encontros, isso é muito comum e acontece com praticamente todos(as) candidatos(as).

É preciso saber lidar com as inevitáveis mudanças e incertezas nas provas. A aprovação só acontece para quem souber persistir com esforço e paciência. Diante de tal desafio, é a resiliência que fará você alcançar sua aprovação ou não.

Não exite em pedir ajuda, caso ocorra desmotivação. Existem profissionais que podem te ajudar, inclusive os próprios(as) professores(as).

 

5- Contar com uma rede de apoio:

Enfrentar o CACD exige muito da saúde física, mental e emocional do(a) candidato(a). Nesse ponto, o apoio da família e dos amigos conta muito.

Porém, algumas dessas pessoas têm dificuldades em entender os obstáculos específicos desse concurso. Por isso, o suporte de professores ou de outros candidatos ajuda bastante, sobretudo, logo após uma reprovação.

No fundo, a aprovação acaba sendo uma vitória coletiva, já que muita gente está envolvida nesse processo. Este é um tópico que merece reforço sempre.

 

6- Disciplina:

Um grande desafio é manter a motivação nos estudos durante a preparação. Não adianta querer resolver tudo de uma vez só, pois as chances de frustração são grandes.

O melhor é traçar pequenas metas e objetivos diários que, à medida que são cumpridos, vão sustentando a motivação do(a) candidato(a). O mais importante é conseguir manter o ritmo de estudos no dia a dia. Assim, o segredo é ter disciplina.

Mas, como dito nestes encontros, também não acredite que você ou alguém conseguirá estudar 12h por dia. Isso não existe. Portanto, trace um tempo médio de estudos e alinhe a sua vida de acordo com isso. E, se eventualmente este tempo não pode ser cumprido, não se desespere. Compense em um outro dia ou reveja se o tempo determinado não está aquém do que possível em sua vida.

 

7- Paciência e amadurecimento intelectual:

Não acredite muito em atalhos e soluções rápidas. A prova exige a construção de um repertório de conhecimentos e um grande treino quanto à forma como os conteúdos são cobrados.

A aprovação vem na hora certa junto com o amadurecimento intelectual do(a) candidato(a). Entenda que tudo o que você estuda fica armazenado e este conteúdo que, com o tempo e amadurecimento, vai trazer a sua tão sonhada aprovação.

 

Se você perdeu alguma palestra ou quiser assistir na integra as gravações de todas elas, basta clicar AQUI.

 

Sobre o IDEG

O IDEG nasceu em 2011 com a missão de oferecer uma preparação para o CACD com uma abordagem mais humanizada e com a melhor eficiência econômica do setor.

A proposta pedagógica do IDEG permite que você se prepare para fases e áreas específicas do CACD, através de aulas online. Isso ajuda a otimizar seu tempo e seus investimentos em sua preparação para a carreira de diplomata.

Oferecemos os cursos mais completos para a carreira diplomática. Com a maior carga horária que você vai encontrar, pelo menos valor da hora/aula. Os cursos contam com apoio bibliográfico, orientação pedagógica e motivacional, opção de matérias avulsas de estudo, lista de exercícios em todas as aulas, o melhor corpo docente focado no CACD e muito conteúdo de qualidade para construir não só a base para o concurso, mas todo repertório necessário à sua carreira como um todo. Saiba mais AQUI.