Secretaria: (21) 2018-0355 | (11) 3181-8443 | (61) 3181-0158 - WhatsApp Suporte: (15) 991536863 | (21) 986617639 atendimento@ideg.com.br

A desmotivação é um dos maiores impedimentos à preparação para o CACD. Muitas pessoas embarcam na jornada árdua de estudo sem levar em conta o potencial risco de se perderem por conta de um descompasso emocional.

Mesmo candidatos e candidatas mais experientes podem perder rendimento nas revisões e estudos, se não tomarem cuidado com alguns fatores externos à preparação.

A equipe IDEG ouviu muitas histórias ao longo desses anos de parceria com candidatos que almejam ingressar na carreira diplomática e resolvemos compor este texto, que deverá servir como um guia simples em sua jornada.

Para não se desmotivar, evite os erros destacados a seguir.

Dar vazão à ansiedade pré-edital do CACD

É um erro achar que a ansiedade tende a acelerar sua vida, especialmente naqueles dias que parecem eternos na semana na qual o edital está para sair. Na verdade, a vida para. A manifestação imediata desse problema é verificada em irritação constante e perda de ritmo de estudo. O planejamento não é cumprido e você acaba não tendo vontade nem de fazer um plano de estudos para o futuro.

Essa desmotivação consome, em média, de três a quatro semanas antes da publicação do edital e mais duas – período necessário para o aluno voltar ao ritmo ideal, após o edital sair. Ou seja, um mês e meio desperdiçado.

E o pior efeito é que você perde o “timing” do estudo. Enquanto aqueles que não cederam ao nervosismo estão a todo vapor nas semanas anteriores à publicação do edital, os que se deixaram levar pela ansiedade e não focaram nos estudos começarão a preparação rigorosa quase um mês depois. Uma perda de tempo, dinheiro e energia que invariavelmente desmotiva.

Desconhecer dos “tempos do CACD”

Aqui no blog do IDEG, falamos sobre essa questão – a mais importante, na nossa opinião.

Muitos alunos e alunas ficam desmotivad@s porque não são informados sobre os diversos momentos pelos quais passarão durante seus estudos para o CACD. Infelizmente, ainda é muito corrente a ideia de que há cursos milagrosos e métodos infalíveis que trarão a aprovação em um ano de estudo.

Pois, saiba desde já, que isso é pouco provável. No CACD, a média de tempo de preparação está entre 3,5 e 4,5 anos. É um concurso complexo que demanda tempo e conhecimento. A aprovação depende de maturidade e não apenas do tempo cronológico. Essa “sacada” é fundamental para não se desmotivar na luta pelo ingresso na carreira diplomática.

Os tempos não são facilmente modificados e dificilmente você queimará etapas. Mas, com certeza, ficar desmotivado ou desmotivada porque não consegue passar rapidamente é a pior escolha nessa travessia.

Não entender que a retenção de conhecimento é variável

As emoções são afetadas a partir do momento em que você começa a pensar, erroneamente, que as coisas estão estagnadas. Isso ocorre, sobretudo, durante o segundo e terceiro ano de preparação. O aluno e a aluna têm a impressão equivocada de que não estão acumulando conhecimento. E isso afeta o plano de estudos e a constância do objetivo.

Na verdade, nesses momentos você está acrescentando conhecimento ao seu projeto de aprovação, mas essa agregação é menos sensível do que aquela que você percebe bem no início de seu estudo.

No mundo do CACD é assim: como você chega com pouco conhecimento, tudo é muito valioso e você parece estar absorvendo o mundo. Conforme o tempo passa e o conhecimento se acumula, uma pequena nova agregação de conhecimento é menos perceptível. Por engano, você se desmotiva e acha que não está aprendendo nada.

Saber que a obtenção de conhecimento futuro é mais árdua do que a obtenção do conhecimento presente é fundamental para guardar energias e não se perder nas emoções.

Falhar no planejamento financeiro para os estudos à carreira diplomática

Saber planejar os gastos é um passo fundamental para não cair nas armadilhas da desmotivação.

Como o estudo para o CACD é longo, consumir todos os recursos disponíveis logo de início levará à insegurança nas etapas mais avançadas de estudo, pois faltarão recursos para aprofundar seus conhecimentos naquele momento decisivo no qual você está quase conquistando a aprovação.

A desmotivação é o resultado direto desse planejamento financeiro falho e compromete os investimentos anteriores. Ou seja, gastos na hora errada minam sua vontade de estudar.

Sem sombra de dúvidas, a questão financeira é uma das maiores causas de atrito que você poderá ter com sua família. Seja porque ela é diretamente envolvida, custeando seu estudo, ou porque ela é espectadora de seus caminhos, e, portanto, não quer te ver consumindo dinheiro em algo que não produz resultados. Atritos familiares por questões financeiras compõem grande parte dos problemas que captamos em nosso trabalho de orientação ao longo desse tempo de preparação.

Não saber lidar com as derrotas

Nenhum fator é tão nocivo quanto as reprovações pelas quais você passará nos primeiros anos de estudo. Sim, é isso que você leu. Reprovações. Uma coisa fundamental é perceber que você não será aprovado ou aprovada imediatamente. A prova do CACD não é feita para aprovar e sim para reprovar – e é bastante eficiente nisso.

Grande parte da desmotivação está associada à incapacidade dos candidatos e candidatas de lidar com essas supostas derrotas, absolutamente necessárias para se chegar às vitórias. O que mais vemos e ouvimos por aqui são pessoas frustradas por não terem passado na prova. A consequência disso é a paralisação prática do andamento de estudo e perda do ritmo de absorção do conteúdo.

Em outras palavras, não saber lidar bem com as perdas fará com que você se desmotive e “congele” seus estudos por alguns meses após a ocorrência da prova. Não é raro ouvirmos que alunos passaram três, quatro ou cinco meses perdidos após a última prova do concurso, para apenas então voltarem ao ritmo ideal de estudo.

É preciso que se perceba que as derrotas virão assim como as vitórias. Não se trata de capacidade, mas sim de compreensão do tempo que se leva para ingressar na carreira diplomática e, principalmente, dos fatores complexos que determinam a aprovação, que muitas vezes fogem ao controle do candidato ou da candidata.

Coloque essas dicas em prática e garanta um ótimo desempenho em seus estudos

Como vimos no texto, a desmotivação aparece quando os futuros diplomatas dão vazão à ansiedade pré-edital, desconhecem dos tempos do CACD, não entendem que a retenção de conhecimento é variável, falham no planejamento financeiro e não sabem lidar com as derrotas.

Essas informações foram obtidas a partir de conversas ao longo dos anos de trabalho de orientação aos alunos e alunas que passaram pelo IDEG. Além disso, por conversas longas com os diplomatas aprovados que, após sentarem nas cadeiras do IDEG, tornaram-se amigos. Tudo isso reunido e agora disponibilizado para que você tenha um breve guia para lidar com essa vilã: a desmotivação.

É preciso encarar esse problema com a mesma intensidade e bravura com a qual ele se impõe em nosso caminho.

Por isso, reflita sobre os pontos acima. Organize e discipline sua mente. Coloque seus objetivos e sua energia a serviço de algo que te toca, daquilo que você realmente nasceu para fazer. Tenha a certeza de que, pensando dessa forma, a desmotivação não baterá em sua porta para destruir seu caminho. Ela será apenas uma lembrança de que, de tempos em tempos, há algo contra o que você precisa lutar.

Para descobrir outros erros cometidos em toda esta travessia, confira também o E-book 7 erros clássicos que prejudicam seu desempenho no CACD e saiba como evita-los com nosso e-book gratuito:

BAIXAR E-BOOK GRATUITO

 

Sobre o IDEG

O IDEG nasceu em junho de 2011, a partir da identificação de certas restrições que o mercado da preparação ao CACD apresentava. A proposta se expandiu e tem conquistado a confiança de cada vez mais alunos. Da secretaria aos processos operacionais, passando pelo corpo docente, todos os colaboradores têm como maior objetivo atender às demandas dos alunos. Essa motivação conjunta é que nos fez transformar uma ideia em trabalho, o trabalho em satisfação, a satisfação em capacitação, a capacitação em aprovação e ir além.

Esperamos que este artigo possa ter auxiliado nesta sua travessia rumo ao CACD. Conte conosco sempre, estamos com você do início ao fim!